Notícias

Nenhum comentário

21 Dias de Consagração – Congresso DT 2022 – O Caminho da Felicidade

O Caminho da Felicidade é o tema do Congresso DT 2022. A Bíblia nos ensina sobre essa jornada e nesses 21 dias vamos aprender o que ela tem a nos dizer sobre isso. De 24/03 a 13/04 vamos nos preparar para o congresso, nos consagrando, orando e meditando na Palavra.

Sugerimos que nesses dias sejam adotadas algumas disciplinas espirituais. Alguns podem definir um dia da semana para jejuar, outros podem jejuar diariamente, outros parcialmente, abstendo-se de alguns ingredientes de sua alimentação regular. Suspender temporariamente algumas distrações também costuma fazer muito bem ao nosso espírito.

DEVOCIONAL O CAMINHO DA FELICIDADE – De 24/03 a 13/04

Dia 1 – 24 de março

“Encheste o meu coração de alegria, alegria maior do que a daqueles que têm fartura de trigo e de vinho” (Salmos 4.7).

Existe uma alegria que só pode fazer morada no coração piedoso. Ela supera em intensidade a sensação de felicidade de quem vive com abundância em todas as coisas. Ainda que seja Deus quem introduz esse júbilo no coração, não o recebemos de modo passivo; é um acontecimento espontâneo na alma de quem ora confiante e com regularidade.
Deus amado, é tempo de nos alegrarmos em sua salvação, a sós e na companhia dos irmãos. Mas a nossa alegria, além de ser intencional, será compassiva e sensível àqueles que choram, por razões diversas. Dá-nos equilíbrio e intensidade na expressão dos nossos sentimentos, enquanto aguardamos a bênção do Congresso.

Dia 2 – 25 de março

“Eu, porém, confio em teu amor; o meu coração exulta em tua salvação” (Salmos 13.5).

As outras palavras deste Salmo evidenciam que seu autor confiava tanto no Senhor, ao ponto de questionar sua demora em atender a oração. Seu conhecimento prático da graça dava-lhe ousadia para dizer a Deus que sua aparente imobilidade poderia custar-lhe a vida. E nesse reverente questionamento ele encontra alegria, certo de que sua causa estava vencida pela fé.
Deus misericordioso, unimos a nossa oração à de todos os seus filhos que anseiam por avivamento. Nosso coração inconformado anseia por restauração e avanço na graça. Nada mudou em suas promessas nem em seu poder de nos dar ânimo e alegria. Sacode-nos, mostrando-nos como percorrer o caminho da felicidade cristã.

Dia 3 – 26 de março

“Por isso o meu coração se alegra e no íntimo exulto; mesmo o meu corpo repousará tranqüilo …’ (Salmos 16.9).

Aqui na terra desfrutamos de uma amostra da alegria plena, a qual somente estará disponível quando a redenção for completa. E essa medida de alegria que já temos acesso decorre da percepção de se estar na presença de Deus, sendo refrigerado por seu amor incondicional.
Senhor, o que preciso fazer para desfrutar mais da paz de quem se percebe em sua presença? Eu anseio por encontrá-lo em cada leitura das Escrituras e em outros momentos comuns ou extraordinários de meus dias. Ajude-me a não perder mais tempo para me alegrar, à medida que se aproxima o Congresso e as demais etapas de seus planos em minha vida.

Dia 4 – 27 de março

“Fizeste dele uma grande bênção para sempre e lhe deste a alegria da tua presença” (Salmos 21.6).

O rei Davi teve muitos momentos prazerosos, mas a sua maior alegria se devia ao relacionamento com Deus. Neste texto ele declara estar cheio de gozo por causa da presença do Senhor em seu dia a dia. Como isso acontecia de modo prático, sendo ele um homem de muitas responsabilidades, fica por conta de nossa imaginação.
Soberano Pai, que ajustes necessito em minhas práticas devocionais, a fim de que eu cresça no senso de sua companhia? Dá-me um coração aberto para o aprendizado nesse tempo repleto de informações, mas de pouco estímulo à profundidade. Não quero perder nada do que será dado no Congresso que se aproxima.

Dia 5 – 28 de março

“Mudaste o meu pranto em dança, a minha veste de lamento em veste de alegria” (Salmos 30.11).

A alegria experimentada depois da tristeza é imensamente valorizada. De uma forma misteriosa, precisamos passar pelo caminho das lágrimas e do riso para nos tornarmos gente de verdade. O que nos anima é saber que o nosso Deus administra as circunstâncias que produzem essas emoções.
Deus bendito, agradecemos pela segurança de sua companhia em todas as etapas de nossa vida. E ansiamos por conversar a paz e o ânimo em meio às dificuldades da jornada de fé. Ajude-nos a atentar para a verdade de que a alegria pode nos alcançar antes mesmo da mudança da situação que desperta tristeza.

Dia 6 – 29 de março

“Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados!” (Salmos 32.1).

A grande felicidade da vida é não pecar, mas somente o Senhor Jesus a desfrutou. As demais pessoas enfrentam dores internas resultantes das más escolhas. Entretanto, a graça de Deus interrompe esse sofrimento por meio do perdão aos arrependidos. Sabemos que isso foi possível apenas porque Jesus Cristo sofreu as consequências de nosso pecado.
Deus justo e bondoso, não temos como agradecer satisfatoriamente pela dádiva do perdão e da reconciliação. Mesmo assim, pedimos que nos ajude dormir e acordar com a poderosa lembrança de que a culpa e a condenação foram removidas. Conserva-nos motivados para anunciar essa bem-aventurança a todos que não a conhecem.

Dia 7 – 30 de março

“Como é feliz aquele que se interessa pelo pobre! O Senhor o livra em tempos de adversidade” (Salmos 41.1).

Há uma felicidade especial que o próprio Deus concede às pessoas generosas. Elas desfrutam de um cuidado diferenciado, mesmo quando passam pelas dificuldades que todo mundo está sujeito. Como isso acontece é um precioso mistério.
Senhor, é tão bom saber que vale a pena fazer o bem! Faça de nós, seu povo, modelo de generosidade e incentivo para a solidariedade. Livra-nos da mesquinhez e da indiferença perante o sofrimento do próximo. E faça o nosso coração arder de expectativa pelo Congresso DT Campinas.

Dia 8 – 31 de março

“Quando me lembro destas coisas choro angustiado. Pois eu costumava ir com a multidão, conduzindo a procissão à casa de Deus, com cantos de alegria e de ação de graças entre a multidão que festejava” (Salmos 42.4).

Por que nossas alegrias sagradas são temporariamente interrompidas talvez ninguém consiga responder adequadamente. Ainda que isto nos faça sofrer, pode também nos encher de ânimo para orar por um novo tempo de refrigério e júbilo na presença de Deus.
Deus querido, agradecemos pelo Congresso presencial que se aproxima. Por sua misericórdia, estamos vivos e cheios de expectativas por esse tempo sagrado. Quero nos envolver por inteiro e nos alegrar na companhia dos irmãos. Que nenhuma oposição humana ou demoníaca atrapalhe esse propósito. Em nome de Jesus.

Dia 9 – 1° de abril

“Amas a justiça e odeias a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, escolheu-te dentre os teus companheiros ungindo-te com óleo de alegria” (Salmos 45.7).

Esta figura de linguagem “óleo de alegria” faz a nossa imaginação cristã trabalhar um bocado. E como é delicioso perceber que estar numa missão divina é participar do júbilo celestial! Com Deus, o dever e o prazer andam de mãos dadas.
Senhor Jesus, graciosamente somos herdeiros da paixão que ardia em seu coração. Por isso, durante o Congresso, renove o fervor por nosso chamado como testemunhas do evangelho e adoradores verdadeiros. Não há tempo a perder. Basta de desperdício de recursos com assuntos que não têm valor eterno.

Dia 10 – 2 de abril

“Há um rio cujos canais alegram a cidade de Deus, o Santo Lugar onde habita o Altíssimo” (Salmos 46.4).

Um rio que alegra uma cidade inteira. Correntes de vida que despertam júbilo enquanto seguem o curso. Certamente o estilo de vida piedoso não é nenhum pouco monótono. Ao contrário, é cheio de entusiasmo e muitos atrativos.
Senhor, perdoe-nos por nos alegrar tão pouco em sua graça e tanto nas diversões e distrações vãs! Nada se compara à felicidade eterna, já disponível na meditação nas Escrituras, nos momentos devocionais e nas práticas das variadas disciplinas espirituais. Queremos mergulhar ainda mais em seu rio de alegria, mesmo vivendo neste mundo triste e confuso.

Dia 11 – 3 de abril

“A minha alma ficará satisfeita como de rico banquete; com lábios jubilosos a minha boca te louvará” (Salmos 63.5).

A melhor coisa a ser feita com alegria é aproveitar sua energia e cantar ao Senhor, em gratidão por suas bênçãos. Isso certamente prolongará o júbilo e contagiará a outros filhos de Deus.
Somos agradecidos, Senhor, pelo caminho da felicidade que percorreremos durante o Congresso. Abençoe cada palestrante com sabedoria, ousadia e sensibilidade, a fim de que repartam tudo o que o céu designou. E, aos congressistas, concede disposição e disciplina para o aprendizado.

Dia 12 – 4 de abril

“Alegrem-se os justos no Senhor e nele busquem refúgio; congratulem-se todos os retos de coração” (Salmos 64.10)!

A alegria no Senhor parece uma atitude ingênua quando se está cercado de hostilidade. Porém, esse gesto de confiança é um poderoso tônico para a alma. Entretanto, estamos falando de algo que aprendemos e colocamos em prática gradualmente.
Deus único, que nos chamou para um alto propósito por meio de Jesus, alargue os nossos horizontes durante esse tempo de ajuntamento. O mundo necessita da esperança inabalável que recebemos pelo evangelho. Por isso, queremos avançar na consciência de sermos um só corpo, enquanto celebramos juntos a vida eterna e nos fortalecemos para anunciar a sua Palavra.

Dia 13 – 5 de abril

“Ele transformou o mar em terra seca, e o povo atravessou as águas a pé; e ali nos alegramos nele” (Salmos 66.6).

Os marcos na trajetória com Deus são recordações para a alma retornar vezes sem conta e renovar a alegria. Todo retorno imaginativo aos lugares de provisão e livramento amplia a perspectiva da jornada de fé.
Soberano e gracioso Pai, obrigado pelo legado de fé por meio de tantas igrejas e ministérios ao longo da história cristã! Ajude-nos a honrar tudo o que recebemos, vivendo no presente momento com humildade e dedicação. Pedimos que sua benção seja abundante sobre todos os participantes do Congresso que se aproxima.

Dia 14 – 6 de abril

“Os necessitados o verão e se alegrarão; a vocês que buscam a Deus, vida ao seu coração” (Salmos 69.32)!

O Deus que se alegrava com o homem no paraíso não o deixou só em sua trajetória na terra amaldiçoada pelo pecado. No decorrer da história da salvação, o povo fiel teve sua esperança renovada pelas Escrituras. Nós, os que cremos, avançamos para o dia da felicidade inabalável na presença do Senhor.
Senhor, desperta-nos para a retomada da vida de comunhão e a diligência no crescimento espiritual. Faça deste Congresso um marco em nosso posicionamento cristão, desfrutando da alegria e da ampla provisão em sua Palavra.

Dia 15 – 7 de abril

“Dá-nos alegria pelo tempo que nos afligiste, pelos anos em que tanto sofremos” (Salmos 90.15).

Em tempos de tristeza parece que a alegria nunca existiu. Entretanto, o júbilo vindo de Deus faz a dor na alma ser lembrada apenas como uma cicatriz. E assim, os momentos agradáveis nem precisam ter a duração dos ruins, desde que o sorriso venha depois do pranto.
Deus amado, não precisamos aguardar que a tribulação cesse para que a nossa alma se rejubile. Mas não queremos parecer indiferentes ou passivos frente ao sofrimento presente na vida de tanta gente. Portanto, neste Congresso, fortalece-nos para interceder e anunciar o evangelho aos corações ansiosos pela felicidade.

Dia 16 – 8 de abril

“Tu me alegras, Senhor, com os teus feitos; as obras das tuas mãos levam-me a cantar de alegria” (Salmos 92.4).

Após algum tempo levando a sério a jornada com Deus, somos constrangidos a admitir que não é fácil nos alegrar por todas as suas obras. A perseverança, todavia, nos auxiliará a apaziguar o coração, sujeitando-o à bondade e sabedoria de nosso Pai eterno.
Pai, disponho o meu coração para me envolver intensamente nas programações do Congresso. Livra-me do medo e das distrações através de murmurações ou qualquer outra postura que impede o livre fluir da graça. Quero me alegrar com os meus irmãos como nunca fiz antes.

Dia 17 – 9 de abril

“Fez sair cheio de júbilo o seu povo, e os seus escolhidos, com cânticos alegres” (Salmos 105.43).

Há um grande benefício em se contar a história do povo de Deus e recordar coletivamente os momentos essenciais da jornada da fé. Podemos percorrer essa trajetória até mesmo com cânticos de alegria, como acontece neste Salmo.
Senhor de todas histórias, ensina-nos a valorizar a longa jornada de nossa fé, a fim de que cresçamos em humildade e esperança. Que os cânticos de nossos cultos e dos momentos devocionais contenham também os marcos essenciais da nossa identidade cristã.

Dia 18 – 10 de abril

“Quando os que têm temor de ti me virem, se alegrarão, pois na tua palavra coloquei a minha esperança” (Salmos 119.74).

Pessoas que buscam a vida em profundidade alegram-se na companhia umas das outras. O que dá sustentabilidade a esse estilo de vida são as Escrituras Sagradas. E por ser pessoal, a Palavra de Deus floresce melhor nos corações em meio aos relacionamentos duradouros.
Somos gratos ao Senhor pela dádiva da Igreja, a única comunidade com recursos para o enfrentamento adequado do pecado. Nela queremos viver de modo autêntico, em confissão e encorajamento, à medida que cumprimos a missão de adorar e testemunhar.

Dia 19 – 11 de abril

“Alegrei-me com os que me disseram: ‘Vamos à casa do Senhor’” (Salmos 122.1)!

Vez ou outra, até o mais fiel entre os servos do Senhor fica desmotivado para estar em um culto. Nessa hora, ouvir o convite de um amigo para acompanhá-lo ao ajuntamento santo, faz a fonte de água viva da fé romper a crosta do desânimo e da tristeza.
Deus, obrigado por esse Congresso DT e pela oportunidade de participar dele! Que esse evento seja uma grande benção para as igrejas brasileiras, a começar pela que eu congrego. Derrame sua abundante graça na forma de consolo, libertação, cura, santificação e avivamento de dons espirituais.

Dia 20 – 12 de abril

“Sim, coisas grandiosas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres” (Salmos 126.3).

Quando coisas grandes e boas, esperadas ou não, nos alcançam, a alegria é inevitável. E quando se tem convicção de que essas dádivas vêm das mãos do Deus cheio de graça, a satisfação alcança um nível indescritível. E o que dizer se tudo isso for resposta de oração, a qual se refletirá em todas as gerações futuras?!
Senhor, agradecemos pelo privilégio de participar da semeadura em intercessão por este Congresso. Por fé, já vislumbramos a alegria duradoura vinda sobre os congressistas e sobre aqueles que a graça derramada transbordar, na forma de testemunho ouvidos ou ministrações recebidas.

Dia 21 – 13 de abril

“Como é feliz o povo assim abençoado! Como é feliz o povo cujo Deus é o Senhor!” (Salmos 144.15).

A felicidade existe para ser vivenciada de modo coletivo. De alguma maneira, a nossa alma percebe que a alegria do próximo deveria vir antes da própria ou, no máximo, junto. Mas, só é possível engajar neste propósito de modo pessoal, orientado por um Deus que participa de perto de todos os aspectos da vida de seu povo.
Pai de amor, obrigado por nos fortalecer nesta jornada de oração pelo Congresso DT! Quebrantados e humildes, receberemos tudo o que nos foi preparado com amor. Livra-nos de todos os empecilhos do diabo e dos obstáculos da natureza pecaminosa. Para a sua glória e em nome de Jesus, amém!