Notícias

Nenhum comentário

Vasti x Ester: vítima ou vitoriosa? | 05/08 – manhã

O 2º dia do Congresso Mulheres Diante do Trono começou com as boas-vindas da pastora e apresentadora da Rede Super, Márcia Resende. Ana Paula Valadão Bessa iniciou o louvor ministrando as canções “Mulheres Virtuosas” e “Para um tempo como esse”. Também leu Filipenses 2.14-16 encorajando as congressistas.

Marine Friesen dirigiu o louvor e minist_MG_3519rou canções “Alegria”, “Hosana” e “Alfa e Ômega”, esta em dueto com Ana Paula Valadão.

Foi exibido para as congressistas um vídeo sobre o AMGI que dá Apoio a Mulheres com Gravidez Indesejada. A pastora Ezenete Rodrigues que está a frente deste projeto, mais um dos braços da Estância Paraíso, levantou um clamor pedindo a intervenção do Senhor na vida das mulheres que sofrem algum tipo de abuso ou violência. Inclusive, na vida daquelas que pensam em fazer aborto. “Se a igreja não se levantar em clamor e atitude, o que será da nossa geração? Que o Senhor desperte o seu coração”, clama pra. Ezenete.

_MG_3587Ela conta sobre a experiência de acolher famílias desestruturadas e crianças que sofriam abusos e maus tratos. Testemunha que muitas destas vidas hoje estão restauradas e vivem uma vida plena no Senhor. 

Ana Paula Bessa dirigiu um bate-papo sobre o tema; “O papel bíblico da mulher”. Participaram as doutoras Daniela Bessa e Dorcas Caetano, e ainda, as pastoras Andreia Magnino, Devi Titus e Helena Tannure, e logo já começaram a falar pautadas na mulher descrita em Provérbios 31. “Mulheres, segundo a Bíblia, cuidam do corpo, dos sentimentos, das emoções, relacionamentos, da vida com Deus. Elas também cuidam da casa e dos filhos. Ela são produtivas e sábias”, detalha Daniela Bessa.

Na conversa elas destacaram pontos importantes, sobre o fato da mulher ser declarada na Bíblia como ajudadora. “Pensam que ser ajudadora não é algo importante, mas, esta é uma característica do próprio Deus”, destaca Devi Titus.

Na conversa a pra. Andreia Magnino falou sobre o Novo Testamento mostrar que Deus enviou o próprio filho para mostrar que Ele ama e cuida das pessoas. “Jesus é o próprio Deus encarnado que nos diz: ‘mulher você tem valor, independente de quem você seja'”, afirma Ana Paula. 

_MG_3645

Fotos: Jean Assis.

A palavra desta manhã ficou por conta da pastora Trina Lozano, filha de Devi Titus, que participa desde a 1ª edição do Congresso Mulheres DT (2011). O tema da ministração foi: “Vasti x Ester – vítima ou vitoriosa?”

Trina destacou qualidades de Ester e de Vasti. Vasti: Orgulhosa, impulsiva, rude, desrespeitosa, arrogante, egoísta, crítica, medrosa, irada, vítima. Ester: Submissa, paciente, dignificada, respeitosa, mansa, altruísta, perdoadora, corajosa, amável e vitoriosa.

A pra. Trina começou a contar uma situação que viveu em seu casamento. “Estava sendo aquela esposa perfeita, envolvida na igreja, cuidando dos filhos, tinha uma vida maravilhosa. Mas, no dia 1º de abril de 2002, aconteceu uma explosão na minha casa. Foi quando meu marido me contou que havia entrado com os papeis de divórcio. Disse que em três dia os papeis de divorcio chegariam”.

Ela conta que estava tão ocupada com a própria vida que não tinha percebido que o marido dela era infeliz. “Fiquei completamente cega. Descobri, então, que haviam nove meses que estava vivendo uma vida dupla. A medida que me lamentava, com pena de mim mesma, chorava todos os dias. Havia prometido que não iria ficar irada. Deus me ajudou a aceitar aquela situação. Decidi ser uma mãe solteira. Então, quando eu e Deus planejamos o que seria feito e que eu seria a primeira da família, de uma longa geração”. 

Segundo Trina, seus sogros, pais e filhos se juntaram para orar e jejuar com ela. Foi quando o esposo dela voltou e a convidou para jantar. Ele estava arrependido e pediu para voltar para casa. “Eu estava vivendo uma mentira. Mas, o Senhor abriu os meus olhos. A única forma de nos tornarmos vitoriosas, é assumirmos a nossa responsabilidade para o nosso pecado. Quando pedimos a Deus para nos salvar dos nossos pecados, as coisas começam a mudar”.

Ela se referiu a Hebreus 12.5-6 onde diz que Deus disciplina todos os seus filhos. E principalmente, da importância da mulher sair da posição de vítima para ser vitoriosa. 

A pastora Ezenete Rodrigues orou com as congressistas para a cura de medos, traumas e restauração das famílias. Ana Paula Valadão fechou a manhã ministrando a canção “Queixo pra cima”.

Por Cássia André e Elis Amâncio
Especial para o Congresso Mulheres DT 2016.

Assista esta ministração clicando aqui